oalib

OALib Journal期刊

ISSN: 2333-9721

费用:99美元

投稿

匹配条件: “Zervoudakis” ,找到相关结果约61条。
列表显示的所有文章,均可免费获取
第1页/共61条
每页显示
Replacing soybean meal by high energy cottonseed meal in diets for dairy cattle: milk composition and economic viability Substitui o do farelo de soja por farelo de algod o de alta energia em dietas para vacas leiteiras
Alisson Ferreira Alves,Joanis Tilemahos Zervoudakis,Luciano da Silva Cabral,Luciana Keiko Hatamoto-Zervoudakis
Revista Brasileira de Saúde e Produ??o Animal , 2010,
Abstract: This study evaluated the effect of including increasing levels of high-energy cottonseed meal (zero, 8.7, 17.4, 26.1 and 34.8% of dry matter) in replacement to soybean meal in concentrate for cows on third-end lactation, composition and economic viability. Five Holstein-Zebu lactating cows were distributed in Latin square 5x5 design, with five periods of 18 days. Diets were isonitrogenous, with 60% of corn silage and 40% of concentrate, as total mixed ration. Milk fat content and yield, and milk protein content were not influenced by the different protein sources. The inclusion of cottonseed meal high in energy to about 35% in the concentrate did not change the milk composition , and within the market situation in which they conducted the experiment to replace the soybean meal by cottonseed meal in high-energy diets cows average yield potential (+/- 15 kg/animal/day) can increase the profitability. No presente estudo objetivou-se avaliar o efeito da inclus o de níveis crescentes do farelo de algod o de alta energia (zero; 8,7; 17,4; 26,1 e 34,8% da matéria seca) em substitui o ao farelo de soja no concentrado para vacas no ter o final de lacta o, sobre a composi o do leite e viabilidade econ mica. Foram utilizadas cinco vacas mesti as Holandês-Gir, em um delineamento em quadrado latino (5x5), com cinco períodos de 18 dias. As dietas foram calculadas para serem isonitrogenadas (14% proteína bruta), com 60% de silagem de milho e 40% de concentrado, misturadas diretamente no cocho. O teor e a produ o de gordura e proteína do leite n o foram influenciadas pelos níveis de farelo de algod o na dieta. O teor de proteína do leite esteve acima da média relatada na literatura. A inclus o de farelo de algod o de alta energia no concentrado para vacas com produ o média diária de 14 kg/dia de leite proporcionou maior rentabilidade econ mica.
Influence of light intensity on growth and physiological characteristics of common sage (Salvia officinalis L.)
Zervoudakis, George;Salahas, George;Kaspiris, George;Konstantopoulou, Eleni;
Brazilian Archives of Biology and Technology , 2012, DOI: 10.1590/S1516-89132012000100011
Abstract: the aim of this work was to investigate the effects of four different light intensities on the growth characteristics, physiological parameters and leaf photosynthetic pigments of salvia officinalis l. the plant's dry mass, number of the leaves and physiological parameters indicated a strong positive correlation with the light intensity. on the other hand, the plant's height and leaf photosynthetic pigments were increased at low light treated plants. these results suggest that the aromatic herb salvia officinalis l. is adaptable to different light environments.
Substitui??o do farelo de soja por farelo de algod?o de alta energia em dietas para vacas leiteiras em produ??o: consumo, digestibilidade dos nutrientes, balan?o de nitrogênio e produ??o leiteira
Alves, Alisson Ferreira;Zervoudakis, Joanis Tilemahos;Hatamoto-Zervoudakis, Luciana Keiko;Cabral, Luciano da Silva;Leonel, Fernando de Paula;Paula, Nelcino Francisco de;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2010, DOI: 10.1590/S1516-35982010000300012
Abstract: the effect of replacing increasing levels of high-energy cottonseed meal (0, 8.7, 17.4, 26.1 and 34,8% dm) with soybean meal in concentrate for cows in the final lactation third on intake, nutrient digestibility, nitrogen efficiency and milk yield was assessed. five crossbred 5/8 holstein × 3/8 gir cows were allotted to a 5 × 5 latin square design, with five 18-day periods (eight days for adaptation and 10 days to determine intake and collect samples). the diets were formulated to have similar protein contents (14% cp), with 60% corn silage and 40% on the dm. there was no effect of including high energy cottonseed meal on the intakes of dm, organic matter (om), crude protein (cp), total carbohydrates (tcho) and total digestible nutrients). the ee intake increased with levels of 26.1 and 34.8% of high energy cottonseed meal inclusion, while the non-fibrous carbohydrate (nfc) intake was higher for levels of 0, 8.7 and 26.1%. the digestibility coefficients of the nutrients did not differ among the high energy cottonseed meal levels experimental diets. replacing soybean hulls levels with high energy cottonseed meal did not influence the nitrogen use efficiency or balance, or the milk urea nitrogen content (mun) and blood urea nitrogen (bun). average milk yield (14.03 kg/day) and milk yield corrected for 3.5% fat milk fat (14.68 kg/day) were not influenced by the different levels of high-energy cottonseed meal in the diet and there was no difference for feed efficiency. high-energy cottonseed meal presents potential for replacing soybean meal in the diet of cows with 15 kg/day production capacity.
Termina o de novilhos mesti os leiteiros sob pastejo, no período das águas, recebendo suplementa o com soja
Paulino Mário Fonseca,Moraes Eduardo Henrique Bevitori Kling de,Zervoudakis Joanis Tilemahos,Alexandrino Emerson
Revista Brasileira de Zootecnia , 2006,
Abstract: Objetivou-se avaliar o efeito da utiliza o da soja em diferentes formas físicas em suplementos múltiplos para termina o de bovinos em pastejo sobre o ganho médio diário (GMD), o ganho de peso total (GT), o rendimento de carca a (RC), o pH e a am nia ruminal. Os tratamentos consistiram da suplementa o com gr o de soja moído (GSM), gr o de soja inteiro (GSI) e farelo de soja + milho moído (FSM), fornecidos três vezes/semana, e do fornecimento de mistura mineral (controle). Para avaliar o desempenho, utilizaram-se 16 novilhos mesti os Holandês-Zebu, n o-castrados, com 19 meses de idade e peso médio inicial de 316 kg. Os valores de pH e as concentra es de am nia ruminal foram obtidos utilizando-se quatro novilhos mesti os Holandês-Zebu fistulados no rúmen. Os suplementos GSM, FSM e GSI proporcionaram ganhos adicionais de 143,0; 142,0 e 135,0 g/animal/dia, respectivamente, ocasionando redu o no período de termina o dos bovinos em pastejo. O rendimento de carca a e os valores de pH (média de 6,51) n o foram influenciados pelos tratamentos. A concentra o de am nia ruminal dos bovinos do tratamento sem suplementa o foi inferior à observada nos animais sob suplementa o.
Fontes de energia em suplementos múltiplos para recria de bovinos em pastejo no período da seca: desempenho e analise econ mica
Daniel Marino Guedes de Carvalho,Joanis Tilemaros Zervoudakis,Luciano da Silva Cabral,Nelcino Francisco de Paula
Revista Brasileira de Saúde e Produ??o Animal , 2009,
Abstract: Objetivou-se avaliar diferentes fontes energéticas em suplementos múltiplos no período da seca, sobre os ganhos de peso total (GPT), ganho médio diário (GMD), peso vivo final (PVF), consumo de suplemento e custos de produ o. Avaliaram-se suplementos à base de farelo de soja + casca de soja (SCS); farelo de soja + gr o de milho moído (SM); farelo de soja + gr o de sorgo moído (SS); farelo de soja + gr o de milheto moído (SMI). Foram utilizados 20 novilhos, com peso médio inicial de 160 kg. Os suplementos foram fornecidos diariamente na quantidade de 1 kg/animal/dia às 10h da manh . No primeiro dia de cada período experimental, foram feitas coletas de forragem para estimar a disponibilidade de matéria seca/ha e determinar a composi o químico-bromatológica da forragem ingerida pelos animais. As disponibilidades médias de matéria seca total (MST), matéria seca potencialmente digestível (MSpD), matéria seca de folhas verdes (MSFV), matéria seca de folhas secas (MSFS), matéria seca de colmo verde (MSCV) e matéria seca de colmo seco (MSCS) de pastagens Brachiaria brizantnha cv. Marandu foram de 5.718; 3.692; 588; 1.966; 1.788 e 1.375 kg/ha. Os consumos de suplemento foram de 0,951; 0,930; 0,976 e 0,886 kg/animal/dia, respectivamente, para os tratamentos SCS, SM, SS e SMI. N o se verificou diferen a (P>0,05) entre os tratamentos para PVF, GPT e GMD. Os GMD, para os tratamentos SS, SMI, SM e SCS, foram, respectivamente, de 0,751; 0,713; 0,752 e 0,786 kg/animal/dia. O tratamento SCS proporcionou ganhos de peso com menor custo.
Markers evaluation on estimation of faecal output and digestibility in ruminants Avalia o de indicadores na estima o da excre o fecal e da digestibilidade em ruminantes
Luciano da Silva Cabral,Sebasti?o Campos Valadares Filho,Edenio Detmann,Joanis Tilemahos Zervoudakis
Revista Brasileira de Saúde e Produ??o Animal , 2008,
Abstract: The present work was carried out in order to evaluate the accuracy of internal and external markers on apparent dry matter digestibility (ADMD) and faecal excretion (FE) estimative in cattle fed diets with corn silage, elephant grass silage and Tifton-85 bermudagrass hay. The indigestible neutral detergent fiber (INDF) and indigestible acid detergent fiber (IADF) obtained in vitro were used as internal markers and the chromium as external marker, which were compared to the digestibility obtained by total collection of faeces, measured from six bovines. INDF and IADF were determined in vitro after 144 hours incubation with ruminal liquid from cattle. FE and ADMD were accurately predicted by chromium and INDF. IADF overestimated FE and underestimated ADMD for the diet based of Tifton-85 bermudagrass hay. The IADF utilization obtained in vitro as marker of FE and ADMD need more investigations and methods standardization. Objetivou-se com o presente trabalho avaliar a acurácia de indicadores internos e externos na estimativa da digestibilidade aparente da matéria seca (DAMS) e da excre o fecal (EF) em bovinos, alimentados com dietas à base das silagens de milho e de capim-elefante e feno de capim-Tifton 85. Foram avaliadas a fibra em detergente neutro indigestível (FDNI) e a fibra em detergente ácido indigestível (FDAI) como indicadores internos e o óxido cr mico como indicador externo, os quais foram comparados com a digestibilidade obtida por meio da coleta total de fezes, medida em seis bovinos. A FDNI e a FDAI foram determinadas in vitro após 144 horas de incuba o com líquido ruminal de bovinos. A EF e a DAMS foram acuradamente preditas a partir do cromo e da FDNI, entretanto, com a utiliza o da FDAI, houve superestima o da EF e, conseqüentemente, subestima o da DAMS para a dieta à base de feno de capim-Tifton 85. A utiliza o da FDAI obtida in vitro como indicador da EF e da DAMS necessita de mais investiga o e padroniza o de métodos.
Desempenho e características de carca a de novilhos suplementados no período das águas
Zervoudakis Joanis Tilemahos,Paulino Mário Fonseca,Detmann Edenio,Lana Rogério de Paula
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: Avaliaram-se os efeitos da suplementa o concentrada de novilhos, durante o período das águas, sobre o desempenho e características da carca a. Foram utilizados 49 novilhos mesti os, mantidos em pastagem de Brachiaria decumbens. O experimento foi conduzido em três períodos experimentais, segundo um delineamento inteiramente casualizado. Foram fornecidos sal mineral (SAL), suplementos à base de milho e farelo de soja, com 20% PB, em níveis de 1,0 e 2,0 kg/dia (MFS1 e MFS2), e suplementos à base de farelo de trigo e farelo de soja, com 20% PB, em níveis de 1,0 e 2,0 kg/dia (FTFS1 e FTFS2), fornecidos diariamente. N o foram encontradas diferen as entre os tratamentos sobre ganho de peso médio diário (GMD) e ganho total (GDP Total). Os GMD foram: 0,887; 0,936; 1,047; 0,943; e 1,012 kg/animal/dia, respectivamente, para os tratamentos SAL, MFS1, MFS2, FTFS1 e FTFS2. Os animais submetidos aos diferentes tratamentos n o exibiram diferen as nas características físicas e químicas da carca a. N o houve diferen as quanto ao rendimento de carca a dos novilhos dos diferentes tratamentos, que foi, em média, de 52,19%.
Cinética ruminal das fra es de carboidratos, produ o de gás, digestibilidade in vitro da matéria seca e NDT estimado da silagem de milho com diferentes propor es de gr os
Cabral Luciano da Silva,Valadares Filho Sebasti?o de Campos,Detmann Edenio,Zervoudakis Joanis Tilemahos
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: Foram objetivos do presente trabalho avaliar as altera es na composi o bromatológica e nas fra es nitrogenadas e de carboidratos, estimar a taxa de digest o dos carboidratos fibrosos (CF) e n o-fibrosos (CNF), determinar a digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) e estimar o teor de nutrientes digestíveis totais (NDT) da silagem de milho com diferentes propor es de gr os. As silagens foram confeccionadas nas seguintes propor es de gr os: 0, 15, 30, 45 e 60%. Foram determinados os teores de matéria seca (MS), compostos nitrogenados (N), extrato etéreo (EE), matéria mineral (MM), fibra em detergente neutro (FDN) e fibra em detergente ácido (FDA), bem como os compostos nitrogenados n o-protéicos (NNP) e as fra es nitrogenadas B1+B2, B3 e C. Foram também determinados os teores dos carboidratos n o-fibrosos (CNF) e das fra es potencialmente digestíveis (B2) e indigestíveis da FDN (C). As taxas de digest o dos CNF e da fra o B2 dos carboidratos totais foram estimadas por meio da técnica de produ o de gases. Foram, ainda, realizadas a DIVMS por meio da técnica de dois estádios e a estima o do NDT por intermédio da composi o química. O acréscimo de gr os à silagem aumentou linearmente os teores de MS, N e CNF e reduziu a MM, FDN, FDA e lignina. O NNP e as fra es B3 e C variaram de 34,04 a 54,62%, 6,63 a 2,61 e 7,83 a 1,32% da PB. Os teores dos CNF e das fra es B2 e C dos carboidratos totais foram influenciados linearmente pela adi o de gr os à silagem, que variaram de 153,55 a 585,10; 489,57 a 203,29; e 233,50 a 85,51 g/kg de MS, respectivamente. As taxas de digest o dos CNF e da fra o B2 apresentaram comportamento quadrático, sendo os valores máximos estimados de 0,2723 e 0,02771 h-1, para as silagens com 40,08 e 14,57% de gr os, respectivamente. O volume final de gás, a DIVMS e o NDT estimado, aumentaram linearmente, em fun o da porcentagem de gr os, os quais variaram de 20,03 a 28,47 mL, 62,19 a 83,21 e 56,08 a 81,40%, respectivamente.
Cromo e indicadores internos na determina o do consumo de novilhos mesti os, suplementados, a pasto
Detmann Edenio,Paulino Mário Fonseca,Zervoudakis Joanis Tilemahos,Valadares Filho Sebasti?o de Campos
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: Avaliaram-se os valores de consumo de matéria seca (CMS) em situa o de pastejo, obtidos por intermédio do cromo, em infus o contínua, na forma de óxido cr mico, dosado uma (CR1x) ou duas vezes (CR2x) ao dia, e em sua forma mordantada (CRMord), aliado aos indicadores internos de digestibilidade: digestibilidade in vitro da MS (DIVMS), MS indigestível (MSi) e fibra em detergente neutro (FDNi) e fibra em detergente ácido (FDAi) indigestíveis. Foram utilizados cinco novilhos F1 Limousin x Nelore, fistulados no es fago e rúmen, suplementados em pastagem de Brachiaria decumbens. Foi utilizado delineamento em blocos casualizados, segundo um esquema de parcelas sub-subdivididas, sendo os suplementos considerados parcelas; as metodologias de cromo, subparcelas; e os indicadores, sub-subparcelas. N o foram observados efeitos de suplemento sobre o CMS. O emprego da metodologia CR1x levou a subestimativas da excre o fecal e CMS (2,11% PV em MS) sendo inferior às metodologias CR2x e CRMord (3,11 e 2,93% PV), que apresentaram melhores valores de CMS, n o diferiram entre si. Foi observado efeito interativo entre suplemento e indicadores, n o sendo encontradas varia es nos valores fornecidos pelo mesmo indicador frente aos diferentes suplementos. A DIVMS, apesar de ter sido o indicador de maior precis o, apresentou valor médio de 3,16% PV, superestimando o consumo em todos os suplementos. A MSi e FDNi mostraram-se constantes entre suplementos (2,48 e 2,54% PV), n o diferindo entre si, sendo recomendados para estudos com animais em pastejo. A FDAi mostrou resultados variáveis entre tratamentos, sendo, em média, superior à MSi e FDNi e inferior à DIVMS (2,72%PV).
Composi o químico-bromatológica, produ o de gás, digestibilidade in vitro da matéria seca e NDT estimado da silagem de sorgo com diferentes propor es de panículas
Cabral Luciano da Silva,Valadares Filho Sebasti?o de Campos,Detmann Edenio,Zervoudakis Joanis Tilemahos
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: Foram objetivos do presente trabalho avaliar as altera es na composi o bromatológica, nas fra es nitrogenadas e de carboidratos, estimar a taxa de digest o dos carboidratos fibrosos (CF) e n o-fibrosos (CNF), determinar a digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) e estimar o NDT da silagem de sorgo com as seguintes propor es de panículas: 0, 20, 40, 60, 80 e 100%. Foram determinados os teores de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), matéria mineral (MM), fibra em detergente neutro (FDN), as fra es protéicas: NNP, B1+B2, B3 e C, e os carboidratos n o fibrosos (CNF) e as fra es B2 e C dos carboidratos totais. As taxas de digest o das fra es dos carboidratos totais foram estimadas por meio da técnica de produ o de gás, a digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) pela técnica de dois estágios e o NDT estimado pela composi o bromatológica. O acréscimo de panículas à silagem de sorgo aumentou linearmente os teores de MS, PB, CNF, EE e lignina na FDN e, reduziu os teores de MM e FDN. O NNP e as fra es B1+B2, B3 e C variaram de 9,19 a 21,24, de 67,63 a 75,98, de 3,85 a 6,09 e de 5,09 a 10,98% do N total. Os teores dos CNF aumentaram linearmente e da fra o B2 dos carboidratos totais foram reduzidos, os quais variaram de 208,18 a 564,07 e de 381,29 a zero g/kg de MS, respectivamente. As taxas de digest o dos CNF e da fra o B2 variaram de 0,1358 a 0,1563h-1 e de 0,0247 a 0,0294 h-1. O volume final de gás n o foi influenciado pela adi o de panículas e a DIVMS máxima de 69,52% foi obtida com 60,10% de panículas. Embora o NDT estimado tenha aumentado linearmente, considerando a n o altera o da produ o de gás e o comportamento quadrático da DIVMS, pode-se inferir que a utiliza o destas estimativas n o parece adequada.
第1页/共61条
每页显示


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.